Três tipos de nós

Saber fazer nós é algo essencial em qualquer tipo de situação, mas pode salvar a sua vida em uma Aventura.
Neste post ensinaremos três tipos de nós que poderão vir a te ajudar em alguma situação.

1. Nó de Escota
Perfeito para emendar duas cordas.


 
 
 
 
 
2. O Lais de Guia (laço)

Um laço que pode servir para caça ou armações.

1- Faça uma alça em sua direção, deixando uma ponta livre de tamanho suficiente para dar a volta no galho, pedra ou coisa do tipo.

2- Feito isso, passe a ponta pela alça, de baixo para cima.

3- Passe de novo pela primeira alça.

4- Aperte.



 
 
 
 
 
 
 
 
 
3. Pescador


É um nó usado pelos pescadores para emendar suas linhas ou redes de pesca. Deve ser usado para unir cabos finos ou barbantes.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Devamını oku...

1º Festival Japão em Cuiabá – Programação


Nos dias 30/09, 01/10 & 02/10 o blog Central da Aventura estará presente no 1º Festival Japão em Cuiabá – MT. Afinal de contas “Aventura também é cultura!”.
Segue o panfleto oficial e a programação:


Devamını oku...

Festa de São Cosme e Damião - São Pedro de Joselândia – Pantanal – MT


No final de semana passado fui mais uma vez a São Pedro de Joselândia, no Pantanal acompanhando o Grupo Pesquisador em Educação Ambiental - GPEA/UFMT/INAU-CPP para fotografar a Festa de São Cosme e Damião. Infelizmente nessa época do ano é de uma “seca” absurda e pegamos muita poeira, mas felizmente Joselândia sempre nos recompensa com acontecimentos lindíssimos e inusitados.



Aririanha


A festa foi tipicamente pantaneira com direito a 4 vacas para o churrasco, mais de 6 panelas de comidas em geral, licor de leite, doces, cachaça, é claro e um bom baile ao som de Siriri, Cururu e Rasqueado!






Siriri




O melhor momento da festa que dura dois dias foi com certeza a reza para erguer-se o mastro com as bandeiras de São Cosme e Damião.




Festeiros







Espero voltar em fevereiro quando não houver mais tanta poeira!

Apoio:
 



Devamını oku...

Sorteio


O blog Central da Aventura estará sorteando um canivete “MEGAFODASTICO!” em homenagem ao dia do Aventureiro! (8/10/2011)



Para participar basta comentar no blog em qualquer uma das postagens “eu sou aventureiro” seguido do seu e-mail e pronto!


O sorteio será no dia 08/10/2011


Após o sorteio entraremos em contato com o ganhador para saber o endereço para o envio (totalmente grátis) do respectivo premio.


Participe!



Devamını oku...

Diário de Bordo – Peru – 22º & 23º dias – Fim

 
Saímos cedo de Cusco e mesmo assim pegamos um trânsito perturbado... De volta a estrada vinha pensando que provavelmente demoraria muito para rever as cores da Bolívia, os cactos gigantes do Atacama ou a neve das montanhas geladas do Chile... Bem, sobre a cultura e os cactos eu não sei, mas a neve e o gelo marcaram presença na despedida! Quando me dei conta, estávamos mais uma vez nas montanhas!




 Paramos algumas vezes para quebrar estalactites e botar no isopor para gelar as cervejas (assim com manda um bom turismo etílico!). Até os “perros” apareceram no meio do nada mais uma vez!

Tenho que admitir que o melhor de tudo foi quando avistamos uma das coisas mais impressionantes que já vi... Uma divisa ecossistêmica entre montanhas de propriedade vulcânica e uma montanha revestida completamente por selva Amazônica.
Resumindo... Havíamos chegado na enigmática Amazônia Peruana!

 De uma hora para outra o cheiro mudou, o clima esquentou e os mosquitos apareceram! O ambiente era vivo. Na estrada, excelente alias, cachoeiras magníficas! Paramos para um banho e reencher as garrafas de água visto que não sabíamos se encontraríamos civilização a gente. Uma água límpida e fresca de degelo... Foi bom não tomar água salobra!




 Seguimos caminho e sempre ao nosso lado um rio que cada vez mais ia alargando e revelando povoados e garimpos imensos. E assim passamos nossa tarde ate que no final paramos em um garimpo pois a cerveja havia acabado e o nosso companheiro Mario enganou um garimpeiro, não sei como, e levou mais cervejas do que deveria...



 Quando era quase 10:00 da noite chegamos no esperado Porto Maldonado, onde eu e Álvaro ficamos em uma pousada a beira de um rio muito bonito que falhei em não perguntar o nome...


Jantei muito bem, dormi muito bem, acordei com uma vista espetacular, tomei um ótimo café da manhã, reunimos com o resto da caravana e partimos!



 Passamos de balsa o tal rio e quando era 12:30 passamos para o lado brasileiro!!


A primeira coisa que fizemos foi achar uma churrascaria! O melhor churrasco do mundo!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá, Aventureiros!


Muito obrigado por ter acompanhado mais essa Aventura e sinceramente espero que tenham gostado! Cada vez mais tento fazer um conteúdo de qualidade para satisfazê-los!


Obrigado, mais uma vez e amanhã (23/09/2011) estarei entrado em mais uma Aventura no Pantanal, então... Até a próxima!



Devamını oku...

, ,

Diário de Bordo – Peru – 19ª, 20ª & 21ª dias


O pacote fechado com a anã era de 4 dias: 1 dia em Cusco, 1 dia ruinas em volta de Cusco, 1 dia Machu Pichu e 1 dias no resto do vale sagrado.




 O “CityTur” do 1º dia pode ser feito sozinho, visto que os museus estão em volta do centro da cidade, mas um guia não é ruim, principalmente quando ele é o Antônio, um excelente guia que é antropólogo, fala 3 línguas e tem parentesco com uma das famílias reais incas.






 As ruinas em volta de Cusco são magnificas. Somente teorias absurdas mesmo para explicar como os Incas conseguiram fazer tudo àquilo naquele tempo!
Sem duvidas, uma diversão grandiosa para simpatizantes da História, antropologia e da ufologia!


















No 2º dia você já esta bastante cansado, mas o pior só chega no 3º dia, quando você pega um ônibus e visita a monumental Pizzac e depois espera até as 9:00 para pegar um trem, onde exausto você adormece... Acabou? Não! Após o desembarque as 00:00 você caminha “semiadormecido” até chegar no hotel que fica “pqp”! Bom o 4º dia começa as 4:00 da manhã, melhor ir dormir...






 Vale a pena sair do Hotel de manhãzinha e dar de cara com uma montanha gigante coberta por selva densa e neblina!
Como foi bom ver, ouvir e cheirar uma vegetação mais parecida com a do Brasil de novo!



Após acordar você se dirige a um ponto de ônibus lotado onde você espera para subir até a famosa cidade de Machu Pichu.



 A subida demora um pouco mas você é entretido com a vista e as “quase batidas” entre ônibus nas curvas. Depois de esperar em uma fila de mais de 200m você pode admirar uma das mais lindas paisagens que ira ver em sua vida...



 É bonito, mas não é fácil! Machu Pichu não é para os fracos!


Subidas e decidas em escadas intermináveis, e depois das 7:00 da manhã um calor absurdo lhe obriga a tirar os casacos e a suar a camisa!



 Mas tudo isso vale muito a pena!







 Você sai de Machu Pichu com dor no coração e com o estomago roncando! Logo fica a Dica: Não como no restaurante ou na lanchonete da entrada de Machu Pichu! Os preços são absurdos! Compensa esperar a decida e almoçar em um selfservice barato (atravessando o rio tem um!).


Voltar de trem de dia é outra história! O teto é de vidro, permitindo que apreciemos a paisagem maravilhosa do caminho de volta a Pizzac.


De Pizzac você pode visitar os círculos de Moray e as Salinas.

 Bem... Ainda me restou um tempo para as compras! No próximo dia nos direcionaremos ate Porto Maldonado a famosa Amazônia Peruana!












Devamını oku...