, , , , , , , , ,

Grandes fotógrafos do Mato Grosso


Mike Bueno

Mike vive em Cuiabá, é dentista, doutor em Radiologia e fotografo . Tendo grande domínio fotográfico recebeu uma gama de premiações, entre elas o Wildlife Photographer of the Year - BBC onde foi finalista em com 4 fotos e semifinalista em anos anteriores com 8 fotos. Ministra cursos de fotografia e é consultor de fotografia científica da USP. Com toda certeza um dos melhores fotógrafos do Brasil.



Rai Reis

Rai é natural de Cáceres, MT. Despertou para a fotografia cedo, aos 12 anos. Fez cursos, estagiou no Diário de Cuiabá e seguiu por 10 anos atuando em fotojornalismo. Talvez seja o fotografo com maior acervo de fotos panorâmicas da capital Cuiabá. Atualmente tem seu próprio estúdio e realiza trabalhos publicitários. 



Izan Petterle

Izan nasceu em 1956 em Alegrete no Rio Grande do Sul. Em 1981 ele se mudou para o Mato Grosso, para a viver numa fazenda de criação de cavalos. Fotografo desde 1975 acumulou um riquíssimo material da cultura e belezas mato-grossenses. Atualmente ele é colaborador da revista National Geographic e divide seu tempo entre Chapada dos Guimarães, Rio de Janeiro e São Paulo, onde tem um estúdio e sua própria galeria.



Athur Keunecke

Arthur é fotógrafo de natureza, mergulhador, com vasto material subaquático dos rios e belezas do estado, e ex-dentista. Ambientalista, guia de turismo e morador de Chapada dos Guimarães, tem um olhar peculiar e pouco comum para a fotografia e filmagem de natureza.



José Medeiros

Medeiros apaixonou-se pela fotografia aos 16 anos em sua cidade natal, Campo Grande/MS, onde trabalhou nos jornais Correio do Estado e Diário da Serra e mais tarde no Diário de Cuiabá e A Gazeta, no estado vizinho, Mato Grosso, onde mora até hoje. Atualmente dedica-se a fotografia de natureza e de manifestações culturais populares.





Mario Friedlander

Mário Friedlander vive em Mato Grosso desde o início da década de 1980 e tem um vasto material documental de natureza, arte rupestre, arqueologia e Povos Tradicionais.





1 comentários »

Comente!